O Projecto A Brincar Sou Cidadão, está a ser desenvolvido em parceria com a Comissão Nacional de Eleições e a Delegação Regional de Lisboa do Instituto Português de Juventude (IPJ), durante o ano lectivo de 2011-2012, e é dirigido aos alunos do 1º e 2º ciclos dos estabelecimentos de ensino, e às crianças e jovens das colectividades do distrito de Lisboa.

 

Para este fim, a AJEC encontra-se a utilizar apresentações em PowerPoint feitas especificamente para o projecto e com o principal objectivo de estimular a participação dos jovens cidadãos na sociedade, esclarecendo e sensibilizando para os direitos e deveres que lhes são inerentes, e que efectivamente devem ser entendidos e respeitados.

 

Assim, e com a apresentação deste projecto de cariz educativo e social, a AJEC pretende continuar a realizar acções de esclarecimento cívico nas escolas dos 1º e 2º ciclos do ensino curricular, e em outros espaços públicos e privados com interesse, no distrito de Lisboa, utilizando meios audiovisuais apelativos e informativos, de forma a melhor esclarecer a temática da Educação para a Cidadania, respeitando a especificidade e interesses dos jovens, bem como as suas idades.

 

É pois um projecto, que em parceria com outras entidades, tem por objectivo principal difundir questões relacionadas com a Educação para a Cidadania, especificamente a participação activa das crianças nas suas comunidades.

 

Para isto, pretende-se realizar as acções com os seguintes objectivos gerais:

1) Informar sobre a importância de uma participação cívica activa e responsável com melhor conhecimento dos direitos e deveres por parte dos jovens cidadãos;

2) Sensibilizar para a criação e constituição de associações e outras formas de agremiação;

 

3) Fomentar a realização de acções informativas e participadas nas próprias escolas organizadas pelos alunos;

 

4) Reconhecer a responsabilidade da sociedade portuguesa na formação das suas gerações mais novas;

 

5) Promover e proteger a Democracia e as Liberdades;

 

6) Consciencializar para a defesa dos Direitos do Homem e promover uma cultura de tolerância;

 

7) Suprimir lacunas do sistema educativo sobre uma maior intervenção e participação da juventude na sociedade de hoje;

 

8) Estimular a participação de todos na persecução de um fim comum;

 

9) Enraizar a reflexão crítica, participada e responsável;

 

10) Complementar a componente da participação cívica nos currículos escolares;

 

11) Potenciar a integração de Jovens Recém Licenciados na vida profissional através do desenvolvimento de competências no domínio educacional.

 

Estas Acções Cívicas têm consistido em sessões de esclarecimento sobre vários temas alusivos à Educação para a Cidadania, durante as quais se faz uma exposição interactiva associada a material de apoio, nomeadamente através da utilização de apresentações em PowerPoint e o visionamento de vídeos, materiais estes desenvolvidos pela associação.

 

Pretende-se que as sessões terminem com um período que serve, ao mesmo tempo, para uma reflexão em conjunto e de debate de ideias sobre os temas focados.

 

O conteúdo da exposição oral é definido, tendo em consideração a idade do público-alvo e o nível do ensino frequentado.

 

Na impossibilidade de satisfazer as necessidades individuais dos alunos em termos de documentação, a AJEC tem distribuído gratuitamente materiais didácticos e informativos, contendo exemplares informáticos alusivos ao tema, desenvolvidos pela associação, e destinados à Biblioteca da escola ou dos locais de acolhimento das acções.

 

O apoio da Comissão Nacional de Eleições e da Delegação Regional de Lisboa do IPJ continuam a ser fundamentais e decisivos para o êxito deste projecto, tanto pelo suporte logístico e financeiro aos colaboradores, como pela mobilização das suas estruturas, tendo em vista a concretização dos objectivos definidos por aquelas entidades de esclarecimento cívico das gerações mais novas.

 

Diga-se, aliás, que estes projectos devem, não só ser firmemente apoiados, como também divulgados e promovidos para o aparecimento de muitos outros.

 

Para que os fins do projecto possam ser alcançados de uma forma mais satisfatória, será importante:

 

(a) poder exibir materiais didácticos e informáticos, de boa qualidade, que digam respeito a diferentes níveis de ensino;

 

(b) melhorar a articulação das necessidades dos jovens estudantes com as instituições que para eles trabalham;

 

(c) aproveitar colaboradores habituados a realizar acções de sensibilização e identificados com as temáticas;

 

(d) aumentar progressivamente o número de elementos adstritos ao projecto, de modo a permitir uma actuação mais dinâmica e estimular a participação de novos colaboradores que poderão ter mais disponibilidade de investimento pessoal, apesar da sua menor experiência;

 

(e) flexibilidade na alteração dos objectivos iniciais do projecto para melhor adaptação com as crescentes exigências e novas realidades.

O projecto culminará com a apresentação de um Relatório Final de Actividades, em Julho de 2012, com o propósito de aferir as incidências do trabalho realizado pelos colaboradores junto das escolas e o respectivo envolvimento dos alunos.

No entanto, pretende-se que algumas estruturas e meios técnicos, para além dos recursos humanos formados, possam continuar a remanescer muito para além da conclusão do projecto.

 

De referir ainda que durante o ano lectivo de 2010/2011, o projecto “A Brincar Sou Cidadão” realizou-se em 14 estabelecimentos de ensino, entre os meses de Janeiro a Junho de 2011, tendo sido dinamizado por 3 colaboradores da AJEC, seleccionados e formados para esse efeito com o auxílio da Universidade Lusíada.

 

Desta forma, o projecto percorreu os 14 estabelecimentos contactados, onde se realizaram 16 sessões de esclarecimento, abrangendo um universo de 330 alunos, aos quais foram pedidas avaliações críticas sobre o conteúdo pedagógico e a respectiva forma de exposição.

As acções desenvolvidas foram previamente apresentadas às escolas através de um memorando explicativo do projecto, que a AJEC se encarregou de enviar.