O Projecto Mais Além 2014-2016, no âmbito da Medida Mobilidade do Programa Comunitário Leonardo da Vinci, a desenvolver em parceria com a Agência Nacional Sócrates e Leonardo da Vinci, a Stuttgarter Jugendhaus gGmbH (SJ) - Casa da Juventude de Estugarda, e com o Instituto Português da Juventude, entre os meses de Novembro de 2014 e Maio de 2016, visa permitir aos jovens recém-licenciados e licenciados portugueses realizarem estágios de formação profissional num outro país da União Europeia, neste caso particular na Alemanha.

 

Na sequência de anteriores edições deste projeto, o objetivo principal é novamente proporcionar aos jovens recém-licenciados e licenciados, à procura de emprego, novas possibilidades de formação profissional e enriquecimento das suas capacidades e aptidões nas suas áreas de formação, a realização de estágios de formação profissional fora de Portugal.

 

Assim, a AJEC pretende, juntamente com o parceiro internacional, a SJ, proporcionar aos jovens beneficiários portugueses a possibilidade de obterem formação profissional, em Estugarda, na Alemanha, em áreas como Animação Sócio-Cultural, Artes Plásticas, Comunicação, Psicologia, Serviço Social, Sociologia, Relações Internacionais e Turismo.

 

O período de duração dos estágios será de 24 semanas (6 meses) e estará a cargo da parceria assumida com a supracitada entidade alemã.

 

O projeto, a ser aprovado pelas instâncias europeias, terá o seu início em Novembro de 2014, e decorrerá por todo o ano de 2015, até Maio de 2016, completando três fluxos de envio de beneficiários.

 

Na continuação das atividades que vêm sendo desenvolvidas pela AJEC, através dos seus projetos, o “Mais Além 2014-2016“ poderá ser uma extensão deste trabalho e proporcionar aos jovens portugueses soluções para as suas reais carências e necessidades de complementaridade de formação e experiência profissional, que lhes permita enfrentarem o mercado de trabalho com perspectivas mais otimistas.

 

Neste sentido este projeto propõe-se a proporcionar formação e experiência profissional aos jovens recém-licenciados e licenciados que procuram o primeiro emprego e que, presentemente, estão a encontrar algumas dificuldades.

 

Esta formação profissional, nas áreas acima descritas, permitirá aos jovens recém-licenciados e licenciados melhorar as suas aptidões, capacidades e conhecimentos nas respetivas áreas de formação e dotar-lhes de novos meios e instrumentos de trabalho para um regresso a Portugal, depois da conclusão deste projeto de Mobilidade, com uma melhor preparação e integração no mercado de trabalho.

 

O objetivo deste projeto é, fundamentalmente, colmatar as necessidades e lacunas dos jovens recém-licenciados e licenciados, em termos de formação e preparação profissional.

 

Neste sentido, este projeto procurará responder a essas necessidades através dos seguintes objetivos:

 

1) Formação no posto de trabalho;

 

2) Aquisição de novas técnicas e instrumentos de trabalho nas áreas académicas respetivas ou outras áreas de formação;

 

3) Aprendizagem na execução de tarefas e na assunção de responsabilidades;

 

4) Desenvolvimento de capacidades no âmbito das relações interpessoais;

 

5) Desenvolvimento de competências básicas ao nível da informática e das línguas;

 

6) Contribuição para uma melhor coordenação e planeamento na gestão das carreiras profissionais.

 

O projeto, em cada fluxo, irá mobilizar entre 6 a 8 estagiários, e procurará estimular entre os beneficiários o hábito da formação contínua ao longo da vida.

 

Para além disso, o projeto tem ainda outro objetivo específico relevante, ou seja, desenvolver e aprimorar capacidades pessoais indispensáveis no mundo actual do trabalho, como sejam a adaptabilidade, comunicação, responsabilidade, versatilidade e, principalmente, iniciativa.

 

Para os critérios de seleção dos candidatos, ter-se-á em conta as áreas de formação previamente definidas e a presente situação dos candidatos face ao emprego, onde os que tiverem na situação de procura de emprego à mais tempo, terão primazia.

 

Ter-se-á, igualmente, em consideração os graus de motivação, interesse e disponibilidade de todos os candidatos.

 

Antes da partida dos beneficiários, todos os selecionados receberão formação pedagógica e linguística em território nacional, com base nas informações fornecidas pelos parceiros internacionais, que por sua vez se encarregarão de continuar essa mesma formação de acolhimento.

 

O parceiro alemão estará, portanto, encarregue, de acolher os jovens e proporcionar-lhes a realização dos respetivos estágios, para além de assegurar o bom funcionamento das condições de vida indispensáveis do estagiário, nomeadamente em termos de alojamento e transporte na cidade.

 

Os locais de acolhimento e de serviço, onde os estagiários irão desenvolver as suas atividades, procurarão ser os mais adequados, de forma a irem ao encontro das necessidades identificadas, e que justificam os fins deste projeto.

 

Para uma melhor adaptação, desempenho de funções e consequente comunicabilidade, a língua de trabalho a utilizar será por norma o Inglês, malgrado a formação que os jovens irão receber na língua autótone, ou seja a lingua alemã.

 

Cada estagiário será formado e desenvolverá a sua atividade, no âmbito dos estágios profissionais a realizar nos centros de juventude da responsabilidade da SJ, e em outros espaços definidos em parcerias assumidas por esta entidade e as estruturas locais da cidade de Estugarda.

 

Os estagiários terão ainda a oportunidade de trocar de posto de trabalho, caso seja sua intenção, de forma a adicionar valor à experiência profissional.

 

A semana de trabalho do participante situa-se entre as 25 e as 35 horas, divididas por cinco dias, com dois dias livres.

 

Neste sentido, os locais onde os estagiários irão desempenhar as suas funções são os seguintes, e com as respetivas características: seis Centros de Infância e Juventude (Kinder und Jugendhaus), locais onde se desenvolve um trabalho sócio-cultural com crianças e jovens, com espaços próprios para as respetivas atividades, sendo que num dos centros é especialmente orientado para trabalhar nas áreas do circo e do teatro, com crianças e jovens portadores de deficiência; cinco Casas da Juventude (Jugendhaus), centros dinamizados por jovens, com atividades de e para jovens, contendo espaços de Internet e salas de jogos em rede informática, auditórios, tipografias e cafés; um Posto de Informação Juvenil (Jugendinformationhaus - Tips’n’Trips), local de difusão e divulgação de informação juvenil, designadamente, ofertas de emprego, orientação profissional, sexualidade, e outras atividades de interesse juvenil, como concertos, desportos radicais, teatro, cinema, etc.; e um Centro de Criação Artística (Werkstatthaus), dedicado à especialização de diversas atividades, como sejam produção vídeo e musical, informática, trabalhos manuais, serigrafia, reprografia, entre outras atividades relacionadas com estas temáticas. Com base nas parcerias da S.J. com outras entidades, os estagiários poderão trabalhar ainda no Centro de Informação Europeia (Europahaus) e na Pousada da Juventude de Estugarda (Jungendherberg).

 

O estagiário será sempre acompanhado pelo seu tutor e/ou por um funcionário educacional da Casa da Juventude, tendo também a oportunidade e a liberdade de apresentar projetos próprios.

 

O projeto terminará com o fim do 3º fluxo de envio de estagiários, e com a conclusão final das actividades, previstas para Maio de 2016.